Branding = Caráter > Reputação

By 23 de outubro de 2012 No Comments

Vou resumir o que todos já estamos cansados de saber, a maior parte das empresas da já velha economia, nascem e existem para ter lucro, com isso investem para obter mais lucro e assim por diante.  Até então o ciclo de vida humana era nascer, ter uma infância, operar para sustentar este fluxo econômico e depois de muitos anos começar a “viver”(aposentadoria). Pergunte a si mesmo, eu nasci para isso? O sentido e o propósito da sua vida se resume nisso? Dependendo das marcas que você consome é bem possível que você esteja reforçando este estilo de vida humana. Além de consumir, você pode estar trabalhando para uma marca destas.

Os valores humanos que, por décadas foram influenciados principalmente pelas milhares de mensagens publicitárias bombardeadas diariamente, estão em conflito. A embalagem se tornou mais relevante que o próprio produto(estética>conteúdo). A reputação parece importar mais do que o caráter. Uma realidade distorcida de: Ter é mais que Ser.

Mais existe uma luz no fim do túnel. Percebo uma onda que mistura ceticismo com uma nova consciência vindo como um tsunami para mudar o rumo do capitalismo como conhecemos. Ninguém agüenta mais a palhaçada da velha política, nem a propaganda enganosa de marcas que se posicionam como sendo dignas de confiança. A cada comercial na TV, banner em sites ou aqueles spams extremamente chatos em nossos e-mails é uma reafirmação da mensagem: Nós da marca X, não estamos nem aí com você, nós só queremos o seu dinheiro.

Com um nível de informação e conectividade nunca visto em nossa história, agora as pessoas tem despertado cada vez mais para uma verdade oculta. Empresas/Marcas devem ser causas que façam sentido. Devem ser um meio de criação e não de destruição. Marcas que são verdadeiras causas nobres não precisam de um demasiado esforço de marketing para serem sustentáveis, pois se espalham como um vírus positivo através das pessoas, que são as verdadeiras mídias.

Não pareça legal, seja. Não pareça ético, seja. Enfim, não tente parecer, simplesmente seja. Por isso lembre-se da fórmula para uma verdadeira marca: Branding = Caráter > Reputação.

Abraços,

Eduardo M. Borba

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE